top of page

SOBRE NÓS

O Grupo de Estudos em Antropologia Literária (GEAL) é formado por 28 pesquisadores interessados nas teorias do Efeito Estético e seu prolongamento, a Antropologia Literária, cunhadas por Wolfgang Iser. O objetivo do grupo é construir uma aproximação metateórica/metaprocedimental para explicitação do processo de leitura de ficção. Para tanto, produz pesquisas de âmbito interdisciplinar e repercussão na prática educativa, sobretudo no ensino de leitura literária.

O grupo tem seus estudos voltados para Mapeamentos da Experiência Estética (MAPEE)─ indicação dos conceitos principais da compreensão iseriana sobre preenchimentos/articulação de vazios ficcionais —, da ficcionalização realizada durante interação com romance, poesia, cinema e demais expressões artísticas.

A análise comparativa entre mapeamentos, corpora desses estudos, não apenas elucidam aspectos ainda incipientes da Antropologia Literária, como igualmente subsidiam a elaboração de estratégias de mediação entre texto ficcional e leitor, favorecendo práticas profícuas de ensino de leitura de ficção. 

O grupo com a atual configuração, vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Letras (PPGL/CCHLA/UFPB) foi fundado em 2018 pela professora Carmen Sevilla Gonçalves dos Santos, todavia, suas origens estão ligadas à publicação em livro da sua tese de doutoramento Teoria do Efeito Estético e Teoria Histórico-Cultural: o leitor como interface — em que a autora faz uma articulação entre as teorias de W. Iser e L. S. Vygotsky — em 2009. A partir dessa publicação vários projetos de pesquisa e extensão foram desenvolvidos na UFPB, mais especificamente no Centro de Educação, sendo coordenados pela professora Carmen Sevilla G. dos Santos (DFE/CE/UFPB) e pelo professor Fernando Cézar Bezerra de Andrade (DFE/CE/UFPB). Em 2015, a temática do referido livro tornou-se, de modo mais perspícuo, foco do CANAL 67 (Cinema Articulado às Noções da Antropologia Literária, 6ª e 7ª artes). Esse Programa integrava projetos de PROLICEN, PROBEX, PIBIC e envolvia 11 bolsistas. Nele, criou-se e testou-se as primeiras versões do Mapeamento da Experiência Estética com textos literários e filmes (MAPEE), como também o Roteiro Didático Metaprocedimental (RDM), cuja finalidade é a de auxiliar professores na mediação de seus alunos com a experiência estética advinda da leitura literária. De 2015 para cá, diversos trabalhos foram produzidos, sofisticando-se a elaboração da metodologia MAPEE e do instrumento de mediação, RDM, como também da interface Antropologia Literária e outras artes. Três teses de doutoramento estão sendo elaboradas, quatro dissertações concluídas e sete em andamento, dois livros foram publicados, além de vários Trabalhos de Conclusão de Curso (acesso nas seções referentes em nosso site).

Atualmente, o GEAL é coordenado pela professora doutora Fabiana Ferreira da Costa (UFPB) e pela professora doutoranda Larissa Brito dos Santos (UFPR). Há uma agenda fixa de encontros mensais entre os participantes e, no momento, está fechado para novos integrantes por período indeterminado.

Foto Fabiana CNEI ajustada.jpg
foto  lattes.jpg
Sem-Título-2_03.gif
Sem-Título-2_04.gif
Sem-Título-2_05.gif
Áreas de atuação
Profissionais
Contato

CONTATO

Mensagem enviada

GEAL © 2019 │ Todos os direitos reservados.

bottom of page